O Cirurgião

O Dr. FERNANDO BASTO recebe anualmente convites para palestrar nos mais importantes congressos de transplante capilar do mundo.

Essa troca de experiência com outros especialistas, aumenta o conhecimento cientifico e permite aplicar nos pacientes informações e tratamentos atualizados, empregando técnicas e procedimentos consagrados no transplante capilar.

"Eu considero a cirurgia do transplante capilar um procedimento extremamente delicado e artesanal e defino o cirurgião de calvície como um verdadeiro artista, aquele que possui o DOM da arte na medicina cirúrgica". Dr. Fernando Basto

O Dr. FERNANDO BASTO ressalta ainda que, saber ouvir os anseios do paciente, pode determinar o sucesso do procedimento. Considera fator importantíssimo a educação, treinamento e reciclagem de toda a equipe médica envolvida no procedimento. Todas as etapas da cirurgia devem ser respeitadas.

A consulta com o anestesiologista é de suma importância para uma boa e segura sedação.

O estudo do caso pelo Dr. Fernando Basto inicia-se na primeira consulta. Na ocasião, ele analisa a região que necessita do transplante capilar e a qualidade da área doadora com um dermatoscópio de alta definição. Nas calvícies da região frontal e temporal, ele define o traçado da linha anterior (técnica do Dr.Basto) e com visão panorâmica, estuda a restauração dos cabelos das têmporas, e quando possível, o transplante nessas áreas promove ainda mais harmonia facial. Esse primeiro estudo, em consonância com você paciente, é fotografado e arquivado.

No hospital, ainda no quarto com você totalmente acordado, o anestesista conclui a consulta pré-anestésica e em seguida o Dr. Basto refaz o traçado das áreas estudadas orientando você e seus familiares quanto ao procedimento.

Na sala de cirurgia, inicia-se a sedação seguida do bloqueio anestésico local. Com você sedado e anestesiado, colhe-se as raízes da área doadora que pode ser pela técnica FUT, FUE ou por ambas. Na FUT, retira-se a elipse doadora em dois tempos e faz-se a união das bordas empregando a refinada sutura tricofítica (técnica de fechamento da ferida operatória que permite o nascimento de cabelo através da cicatriz tornando-a ainda mais camuflada). Na FUE, obtém-se as unidades Foliculares ( UF's) uma a uma, através de punchs manuais ou motorizados. Na FUT a faixa do couro cabeludo removida é entregue as técnicas especialistas em microscopia tridimensional (8 técnicas) para a dissecção das raízes pilosas (unidades foliculares - UF's). Na FUE, as UF's também passam por um refinamento microscópico. As UF's colhidas, tanto pela FUT como pela FUE, são implantadas uma a uma pelo Dr. Fernando Basto com auxilio de duas assistentes, levando-se em conta a direção dos fios remanescentes e quantidade de raízes por unidade. Ao final da cirurgia é colocado uma touca de lycra para proteção da área tratada, que deverá ser retirada no dia seguinte na clínica.

Quando o transplante capilar é realizado por equipes treinadas, especializadas e de referência, obtém-se resultados extremamente naturais. Quando o cirurgião não tem ainda experiência no procedimento, mesmo sendo excelente profissional, corre o risco de oferecer resultados abaixo do desejado e comprometer o visual do paciente, repercutindo negativamente na esfera psicológica e, consequentemente, na relação pessoal e profissional. Muitas vezes, deixam cicatrizes alargadas na área doadora que impossibilitam uma cirurgia secundaria para uma possível correção estética.

O resultado final de um implante mal conduzido é desastroso, não somente para você como também para a especialidade.

A relação médico e paciente deve ser a melhor possível. Você deve se sentir seguro e confiante na escolha do cirurgião que realizará o seu procedimento cirúrgico, afinal de contas trata-se de uma operação importante, refinada e extremamente complexa, que só o especialista em transplante capilar tem habilidades para conduzir com perfeição.

A residência médica de Cirurgia Plástica ou de dermatologia credencia o médico a desempenhar muito bem essas especialidades, mas, não possuem o transplante capilar como parte obrigatória do curriculum na formação médica.

Portanto na prática, o cirurgião plástico não está habilitado a conduzir uma cirurgia de transplante capilar com toda segurança e dentro dos padrões de qualidade estética exigidos pelos pacientes, hoje, todos muito bem informados. O cirurgião interessado em fazer uma cirurgia de calvície ou qualquer outro transplante capilar, deve antes de tudo, fazer parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Restauração Capilar (fundada em 2003 – www.abcrc.com.br), freqüentar os congressos nacionais e internacionais sobre restauração capilar, visitar centros e serviços de referencia no Brasil e no mundo.

A EXPERIENCIA CONTA MUITO. O especialista em Restauração Capilar, precisa sobretudo, formar a sua equipe para em seguida treiná-la exaustivamente. Torna-se fundamental que todos os membros da equipe participem dos encontros científicos, estimulando-os e reciclando-os a cada ano.

Nossa experiência no campo da restauração capilar data desde 1989 portanto, mais de 25 anos atuando nessa área. Sabemos que, para a formação de uma boa equipe de transplante capilar, são necessários 5 a 10 anos. Na grande maioria dos casos, para a manutenção da qualidade e do alto nível de precisão das tarefas é preciso uma reciclagem constante ao longo de toda a vida profissional. O bom resultado de uma cirurgia de restauração capilar não depende somente do cirurgião, mas sim, de toda uma interação da equipe, sincronia total entre o cirurgião chefe e os demais membros. Segue um pensamento do Dr. Basto: “opera melhor quem opera mais e opera mais quem opera melhor”. Sabemos que esse binômio é verdadeiro, sobretudo na medicina, onde a experiência do profissional conta muito. Operamos em média 6 pacientes por semana, o que representa 24 cirurgias por mês e ultrapassamos a casa dos 6.000 transplantes capilares nesses 25 anos de experiência, com 98% desse procedimento no volume total de cirurgias realizadas, ou seja, assumindo a condição de ser um especialista absoluto no transplante capilar.

Representa mais um item de grande valor na escolha do bom profissional.

Não quer dizer que todo profissional que se destaque tem que publicar trabalhos, mas é certo que quando o médico tem experiência e volume cirúrgico, acaba encontrando algo novo, idéias e contribuições que muitas vezes mudam a historia da especialidade, praticamente forçando aquele profissional a publicar sua “descoberta”. Esses trabalhos apresentam valor cientifico se publicados em revistas ou jornais das sociedades médicas. As publicações de revistas sociais, leigas, não contam para a bagagem do médico, apenas informam a comunidade em geral.

Publicações em revistas cientificas e apresentações em congressos, elevam o conceito do profissional em sua sociedade médica e aumenta o respeito dos colegas de outras especialidades.

Alem disso, o cirurgião que opera muito, impressiona a maioria dos colegas e o torna referência naquilo que faz. Normalmente os colegas indicam os melhores da área e isso valoriza o cirurgião que tende a realizar os procedimentos cada vez com mais qualidade.

Como o resultado da cirurgia de transplante capilar é facilmente avaliado visualmente, o ideal é que você conheça alguns pacientes operados, veja o resultado, a naturalidade, pergunte sobre a assistência pós-operatória, sobre o grau de satisfação, etc... Normalmente o paciente satisfeito recomenda o seu médico e só se opera com ele. Nunca deixe-se levar por ser amigo do cirurgião. Peça ao seu médico que mostre fotografias de outros pacientes. Pergunte, tire suas dúvidas, não deixe nada escapar do seu controle. Se tiver vídeo, melhor! Os vídeos mostram mais detalhes e normalmente são mais fidedignos.

8.100
Cirurgias documentadas
36
Anos de experiência
27
Anos de experiência só em cirurgia capilar
22
Média de cirurgias mensais
240
Média de cirurgias anuais
10
Profissionais na equipe cirúrgica

Formação

Graduado em Medicina pela Universidade de Pernambuco em 1981

Pós-graduado em Cirurgia Plástica pela UFPE no serviço do Prof. Dr. Perseu Lemos no período de 1983 a 1986

Estágio em Cirurgia Plástica na qualidade de Fellow no serviço do Prof. Dr. Ivo Pitanguy – RJ

Estágio na Clínica Júri de Cirurgia Plástica y Fundacion, sob a supervisão do Prof. José Júri – ARGENTINA.

Dr. BASTO é membro fundador da SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA RESTAURAÇÃO CAPILAR , fundada em 2003.

É também membro de sociedades estrangeiras como a INTERNATIONAL SOCIETY OF HAIR RESTORATION SURGERY, EUROPEAN SOCIETY OF HAIR RESTORATION SURGERY, INTERNATIONAL SOCIETY OF AESTHETIC PLASTIC SUREGRY, alem de ser membro ESPECIALISTA E TITULAR DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA PLÁSTICA E DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE LASER.

O Dr. FERNANDO BASTO ressalta ainda que, saber ouvir os anseios do paciente, pode determinar o sucesso do procedimento. Considera fator importantíssimo a educação, treinamento e reciclagem de toda a equipe médica envolvida no procedimento. Todas as etapas da cirurgia devem ser respeitadas

A consulta com o anestesiologista é de suma importância para uma boa e segura sedação.

O estudo do caso pelo Dr. Fernando Basto inicia-se na primeira consulta. Na ocasião, ele analisa a região que necessita do transplante capilar e a qualidade da área doadora com um dermatoscópio de alta definição. Nas calvícies da região frontal e temporal, ele define o traçado da linha anterior (técnica do Dr.Basto) e com visão panorâmica, estuda a restauração dos cabelos das têmporas, e quando possível, o transplante nessas áreas promove ainda mais harmonia facial. Esse primeiro estudo, em consonância com você paciente, é fotografado e arquivado.

No hospital, ainda no quarto com você totalmente acordado, o anestesista conclui a consulta pré-anestésica e em seguida o Dr. Basto refaz o traçado das áreas estudadas orientando você e seus familiares quanto ao procedimento.

Fazer parte de sociedades credencia de certo modo o cirurgião. Mostra o interesse pela troca de informações e, sobretudo, pela troca de experiência entre os colegas.

Os congressos de restauração capilar, não só discutem temas complexos e super-avançados mas também temas de interesse menor, que atendam as necessidades das técnicas em microscopia, das instrumentadoras e por isso tornam-se fundamentais no quesito de formação e reciclagem da equipe.

Como especialista, o Dr. Basto recebe convites para dar aulas e executar cirurgias ao vivo nos workshops. Desde 1992 vem participando ativamente de congressos nacionais e internacionais da especialidade. Já teve a honra de operar ao lado de renomes mundiais como o americano Dr. William Rasmman, o australiano Dr. Knudsen, o mexicano Dr. Arturo Sandoval , o americano Dr. Ron Shapiro, o Frances Dr. Patrick Frechet, o argentino Dr. José Juri, entre outros.

Sabemos o quanto é importante a informação neste mundo globalizado, mas sabemos que todas estas informações devem ser complementadas com um diálogo, breve por telefone, ou por intermédio de uma consulta formal, o que é o ideal, para fazer valer tudo o que foi informado aos nossos leitores.

Lembramos que algumas considerações precisam ser levadas em conta quando a decisão de se fazer uma cirurgia plástica é tomada.

Muito mais do que uma queixa física, o paciente trás também uma queixa emocional muito importante e significativa, por isso quanto mais criteriosa for a avaliação maior será a possibilidade de oferecer ao paciente um tratamento cirúrgico adequado. Entendemos que a relação médico – paciente deva ser a melhor e mais estreita possível, criando-se os pilares de sustentação básica para qualquer relacionamento confiável, apoiado no alicerce da seriedade, ética, experiência e honestidade.

A experiência do médico buscando escutar e entender os anseios do paciente, garantirá um dialogo mais transparente facilitando o diagnóstico correto e o tratamento adequado para o problema. Assim o cirurgião poderá escolher a técnica ideal para o caso e usar toda capacidade profissional para aplicar o melhor da arte cirúrgica desenvolvida durante toda a vida profissional para obter o melhor resultado possível.

O tempo e o diálogo médico-paciente vão ser os norteadores das expectativas e irão fundamentar a proposta de tratamento, sempre levando em consideração que a experiência do seu médico vai lhe garantir mais segurança para fortalecer a sua decisão.

Locais de Cirurgia

LocalRecife, Brasil

Em Recife, Dr. Fernando Basto opera no Hospital Memorial São José, que disponibiliza uma sala de cirurgia e duas suítes em caráter permanente para os pacientes de nossa clínica. Localizada na Avenida Agamenon Magalhães no coração do Polo Médico de Recife, permite fácil acesso para os pacientes.

LocalCascais, Portugal

Localizada às margens do Rio Tejo em Carcavelos, no município de Cascais, vizinho a Lisboa, a Clínica Europa é atualmente uma unidade hospitalar de referência a nível nacional, quer pelo serviço de Excelência prestado ao paciente, quer pela estrutura humana e técnica que possui.

  • Dr. Fernando Basto conquista o board internacional em Restauração Capilar, sendo diplomado membro especialista pela ABHRS - American Board of Hair Restoration Surgery, entidade internacional responsável pela certificação máxima do especialista no campo da restauração capilar. Torna-se o primeiro cirurgião da América Latina diplomado pela ABHRS.
  • Assume a presidência da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Restauração Capilar, biênio 2011/2012.
  • Inaugura a Clínica de Cirurgia Plástica Fernando Basto, uma das mais modernas e equipadas clínicas do Brasil, com aparelhos de ultima geração e luxuosos e acolhedores ambientes, proporcionando conforto e segurança no atendimento dos pacientes.